PORTUGAL: O El Dourado da classe média-alta brasileira

PORTUGAL ESTÁ NA MODA

Durante o último ano, são cada vez mais os brasileiros que desembarcam na terra de Cabral para fugir à insegurança do seu país natal.

Portugal conheceu uma recessão até 2014, que se caracterizou por uma grande fuga de cérebros em busca de trabalho. A minha geração (anos 80), acabou por se instalar em países como Inglaterra, França, Espanha, Angola, EUA e até mesmo no Brasil… os expatriados.

Falando agora no caso específico do Brasil, à uns 3 anos para cá, devido à crescente instabilidade política, financeira e de segurança pública, esses mesmos expatriados decidiram voltar a Portugal.

E o que é que eles encontraram? Meu Deus, nem sei por onde começar… um Portugal totalmente diferente. Eu jamais imaginaria ver a baixa do Porto completamente revitalizada, com construções novas, prédios restaurados, uma vida social super badalada, restaurantes com estrela michelin… são tantas as coisas que até me falta o ar!

E não foram só os portugueses que retornaram, mas Portugal foi re-descoberto, se tornou apetecível com o seu clima ameno, pessoas simpáticas, tranquilidade e segurança, custo de vida “relativamente” mais baixo em comparação com outros países da europa… RESUMINDO, um pedacinho de céu, uma porta de entrada para a Europa com sotaque português, isto é, um oásis para a classe média-alta brasileira.

Quem viveu ou vive no Brasil, sabe como as coisas funcionam (ou melhor, como não funcionam), o que faz com que pessoas com possibilidades optem cada vez mais por vir morar em Portugal. O primeiro quesito é logo a questão da segurança, de que adianta ter muito dinheiro se fico presa o dia inteiro no meu condomínio por medo de sair à rua?!

No fundo, o que todos procuramos é : QUALIDADE DE VIDA, e nesse ponto, sem dúvida que Portugal é um destino bastante apelativo.

Mas já sabemos que o Brasil é um país cíclico, ora está no topo do mundo (relembro que à relativamente pouco tempo era uma das 4 “novas” potências mundiais, os chamados BRIC), ora está no fundo do poço (criminalidade, crise política e económica).

Por ora, só posso desejar que a situação no Brasil melhore e ao mesmo tempo abrir os braços e receber esta nova onda de imigrantes que estão chegando.