Reapaixona-te todos os dias por quem já está ao teu lado

Essa mania que temos de enjoar das coisas e das pessoas leva-nos a grandes perdas. Parece que estamos sempre à procura de mais, de outra coisa e, desse modo, não conseguimos desfrutar o que já temos, o que já conquistamos. Nutrir sonhos e ser ambicioso é positivo, mas somente olhar para o que se quer muitas vezes pode cegar-nos frente a tudo que já possuímos.

De tanto ansiarmos pelo novo nas nossas vidas, às vezes deixamos de valorizar o que já é parte do nosso dia-a-dia, descuidando-nos das várias riquezas que a vida nos concedeu. Por essa razão é que muitas vezes deixamos escapar por entre os dedos o amor maior de nossas vidas, em trocar de aventuras efémeras e vazias de afectividade.

Porquê procurar alguém lá fora quando já existe alguém que nos ama e nos dedica parte da sua vida à nossa? Porquê achar que todo o amor que um dia uniu dois corações apaixonados morrer de uma hora para outra, sem possibilidades de renovação? Porquê parar de sorrir para a pessoa que dorme ao nosso lado, de lhe roubar beijos furtivos, de lhe tocar as mãos, de lhe perguntar como se sente, de lhe enviar mensagens apaixonadas e de lhe declarar o nosso amor e admiração?

Cultivemos os sentimentos que nos uniram e quem nos ama, dedicando-lhe parte significativa da nossa atenção, do nosso olhar, da nossa vida. Se acalmarmos os nosso passos e não permitirmos que a frieza do mundo lá fora adentre os nosso sentidos, estaremos prontos para amarmos de novo e de novo quem sempre este ali bem juntinho, nos momentos de gozo e de sofrimento, lutando por nós e acreditando nos nossos sonhos. Porque o amor possuí uma força descomunal e uma capacidade inesgotável de se reinventar, dando novo significado à nossa vida, tornando-a sempre mais gostosa de se viver, junto às pessoas que nos amam de verdade. Portanto, é preciso que procuremos apaixonar-os e reapaixonar-nos pelos olhos cúmplices que sempre estarão em busca dos nossos, todos os dias, até ao fim das nossas vidas.

By : Marcel Camargo