Para Ele: não te esperava…

Foram anos sem te ver, sem pensar em você.

Eu segui com a minha vida, e você com a sua. Sabe aquelas histórias que ficaram apenas pelo ‘e se..’? Bem, essa foi a nossa.

Naquela época éramos adultos ainda crianças, eu conhecia a sua fama e por isso não me deixei envolver.

Hoje você pergunta, cê tinha vontade…eu te respondo em silêncio: muita!

Mas eu sempre fui muito madura para minha idade, e meu feitio não me permitia partilhar você com ninguém, por isso me afastei.

Uns anos mais tarde eu te vi, você me viu..mesmo hotel, mesma sala do café da manhã, qual a chance?

Você me viu entrar com ele, e eu te vi sentado com ela.. não sei porquê, me senti constrangida. Até me passou pela cabeça que você não me reconheceria, então fingi não te ver, tentava não olhar para você.

Só te vi nessa manhã de sol… quem iria prever que passado mais alguns anos voltaria a encontrar você?

A verdade é que quando voltei, pensei em você.. como você estaria? como a vida te teria tratado, casado?solteiro?namorando?filhos? Mas deixei prá lá, tanta coisa acontecendo em minha vida, que não conseguia pensar em mais nada…

Até que, a vida nos juntou novamente, qual a probabilidade? Zero, eu sei..

Vi você chegar no casamento com ela, como reagir? Normal, afinal quase 10anos se passaram, você não devia lembrar do ‘e se..’. Cumprimentei vocês, normal, e continuei na festa me divertindo sem olhar muito para você. Afinal, a fila anda.. e olha como andou!

Meses depois fui na sua cidade, a trabalho, e decidi sair da minha zona de conforto te chamando para jantar..surpreendentemente você respondeu, falou que amava mas que ia viajar essa noite (ahhh o karma, que não quer a gente junto).

Pensei que a conversa iria ficar por aí, mas não..porquê você tinha que abrir essa caixa de pandora, perguntando se estava tentando me redimir por não ter cumprimentado você naquela sala do café da manhã, se tinha ficado constrangida. Me perguntando se eu também sentia que a gente tinha ficado com assunto mal resolvido, lembrando que naquela época quando você me tentou beijar em desviei.. afirmando que não deveria estar me dizendo mas, que no casamento passou a noite inteira me olhando. Que talvez irmos jantar só os 2 não fosse uma boa ideia…

Porquê você foi fazer isso e ao mesmo tempo dizer que tinha namorada e que não queria que eu interpretasse com 2as intenções?

Porquê mesmo sem ver, sem falar, você sabe exactamente aquilo que eu preciso?

Estava tão bem na minha, tentando colar os pedacinhos do meu coração e aí vem você??

Porque você me fez pensar nisso tudo de novo, para voltar a desaparecer? Não acho que você seja mau carácter e tenho a certeza que você estaria melhor comigo, mas você escolheu a sua vida tal como eu escolhi a minha..

Em cada escolha, uma renuncia…

Então te peço, me deixa quieta e não vem bagunçar a minha cabeça! Eu não conheço o homem que você se tornou, mas sei a mulher que sou, e por você eu talvez viraria meu mundo de ponta cabeça, se fosse pra valer…