Como seria se tu voltasses?

Por vezes pergunto-me como seria se tu voltasses.

Eu não estaria de braços abertos, isso é certo!
Depois de tudo que aconteceu, fizeste-me uma pessoa diferente, mais desconfiada, mais dura…
Mas mesmo assim, dou por mim a pensar como seria se nada disto tivesse acontecido.

A verdade é que nós estavamos bem distantes, já nos tinhamos perdido à muito tempo mas não queriamos aceitar.
Requer coragem  admitir que a pessoa não é feliz e a relação já não tem pernas para andar, foram muitos anos, muitos momentos, hábitos .. é dificil cortar o “cordão umbilical”. Sendo assim, penso que tenho que te agredecer por teres feito as coisas como fizeste, tornando tudo tão simples e cristalino.

Tinhamos tudo para dar … o que é que faltou para ser de verdade?

O tempo não cura tudo, apenas ameniza a dor !
Mas não posso ter a pretensão de te apagar por completo da minha vida, porque a verdade é que foste uma parte bastante importante da minha existência.
Tivemos momentos muito bons e muito mas muito maus, mas hoje, a única coisa que me lembro foi da forma covarde como me fizeste sofrer.
Já sofri muito, já senti muita raiva e ainda hoje tenho que lidar com um mix de sentimentos que nem eu própria sei definir .. mas lido com eles sozinha, não preciso de uma tábua de salvação porque sou eu própria que faço o meu caminho e que me salvo.

E se um dia, alguém quiser vir agregar a esta equação, só me resta esperar e estar preparada para poder aceitar – porque sou 8 ou 80, cubo de gelo ou inferno e não quero alguém que vá sumir, mas sim somar!

She