Foodie : Dalva e Dito (São Paulo)

Estava com algum curiosidade de experimentar o Dalva e Dito, restaurante mais informal do chef Alex Atala (mesmo chef do renomado D.O.M).
Aqui o foco são receitas dos sabores tradicionais do brasil mas com um toque contemporâneo.

O ambiente é bem decorado, rústico e aconchegante, mas confesso que para um restaurante com 1 estrela michelin, estava à espera de bastante mais no que toca à comida.
É como aquela célebre expressão : “Mais vale cair em graça do que ser engraçado”.
Dalva e Dito 5

Dalva e Dito 6

Dalva e Dito 2

Achei o serviço mau e lento, e tendo em conta que estamos a falar de um restaurante que já ganhou vários prémios e prima pela sofisticação, como é que é possível os guardanapos serem de papel e não de pano?

Não achei o couvert nada de excepcional, entre o alho confitado, patê de feijão, pimenta recheada a única coisa que vale a pena é mesmo a broa de milho fresquinha e o patê de beringela.
Dalva e Dito - Couvert

Dalva e Dito - Broa Milho

Quanto aos pratos, decidimos experimentar dois dos “must-have” do restaurante :
Filé de carne sol, mandioca rústica com manteiga de garrafa e o Pato no tucupi com arroz branco, farinha d’água e jambu
Começando pelo Filé de Carne Sol, como é natural a carne era sob o duro mas saborosa. A mandioca e o molho estavam no ponto, mas no geral não é um prato que me leva ao céu.
Quanto ao  Pato no tucupi, tratava-se de um ensopado, bem condimentado, mas nada de muito surpreendente.
Dalva e Dito - Filé Carne Sol

Dalva e Dito - Pato

Para sobremesa pedimos o Sorbet de frutas brasileiras, escolhemos 3 sabores : coco, café e papaia com pitaya.
Sendo os sorbets feitos artesanalmente, estavam muito leves e saborosos mas senti falta no prato de algo crocante para dar o contraste.
Dalva e Dito - Sorbets

De modo geral, na minha opinião o restaurante não vale o preço nem toda a badalação e prémios como a estrela Michelin.
Sai desconsolada …