Beleza : Imperfeitamente Bela

As mulheres hoje em dia vivem na Era da escravidão e nem sequer se apercebem disso.
É verdade que existiram várias revoluções, conquistamos vários direitos mas, a olho nu, penso que nunca estivemos tão enclausuradas e com menos liberdade do que nos dia de hoje.
Não é assim tão raro ver mulheres com educação, óptimas profissionais, mas que abraçam os seus relacionamentos como quem segura uma bóia num naufrágio, como se essa fosse a última chance de sobreviver.

Quando gostamos da vida que levamos, não mudamos por qualquer coisa. Só faz sentido estar com alguém que venha agregar e que nos deixe feliz.
E se isso não acontecer, está tudo bem também, sabiam? Não faço disso um objectivo de vida, porque o mais importante de tudo é ser feliz na minha própria pele, e não me deixar levar por pressões da sociedade.

Quantas relações hoje são feitas de vazio e solidão? O pior de tudo é estar só estando acompanhada. Ninguém têm a capacidade de preencher o meu vazio, apenas eu, e pôr essa pressão nas mãos de outra pessoa é dar um passo em direcção ao abismo da infelicidade.

Numa época em que a pressão para a mulher é cada vez maior : temos que ser profissionais de sucesso, óptimas mães, esposas perfeitas, amantes .. e no meio disto tudo, somos cada vez mais infelizes. Onde está a lógica?

A questão é mesmo essa, não existe lógica, porque sem nos apercebermos, a maioria das mulheres sofre de PIB – Padrão Inatingível de Beleza.
A natureza do ser humano já é de insatisfação, então nas mulheres nem se fala..
Todas nós temos alguma coisa que gostaríamos de mudar/melhorar, do peso, ao tamanho do nariz, à celulite, mas de onde vêm isso?
Somos constantemente bombardeadas nas revistas, televisão, até pelos nossos companheiros, de ideais de beleza impostos pela sociedade, o problema é que ficamos com essas imagens guardadas no nossos subconsciente. E o que acontece depois?
Vêm a insatisfação, a procura constante por ser perfeita, o desenvolvimento de certas doenças como a anorexia nervosa – e tudo para quê?
A beleza está nos olhos de quem vê, e se eu estiver satisfeita comigo a nível interior e exterior, a energia que eu passo às pessoas será tão boa, tão positiva e maravilhosa, que as chamadas “imperfeições” não vão ter a mínima importância, e eu vou deixar entrar na minha vida apenas as pessoas/relacionamentos que valem mesmo a pena.

Meninas, mulheres, amigas – A beleza é imperfeitamente bela, e não se deixem levar por pressões sociais ou relacionamentos destrutivos.

Beleza vs Realidade