Dizer NÃO!

Porque é que dizer não é tão difícil para tanta gente?
Porque é que ao dizer não, sou logo conotada de antipática?
Porque é que vivemos numa sociedade de subserviência e temos que fingir sermos todos amigos e ursinhos carinhosos?
Porque é que temos esta necessidade de agradar os outros?
Não entendo este paradigma que nos faz sermos obrigados a dizer que sim, mas querendo gritar ao mundo NÃO.

Porquê este medo do julgamento?
Não tenhas medo do julgamento alheio, o mais importante é seres uma pessoa autêntica e que se põe em primeiro lugar.
É muito melhor ser autêntica do que ser boazinha!!

Eu sou mais pessoa do NÃO, mas por favor não confundam isso com falta de respeito ou ser mal educada, nada disso, apenas sei bem o que quero e aquilo que não quero.
Se não quero hoje sair de casa para ir ao cinema, porquê dizer que sim?
Se estou à procura de um apartamento e logo de cara vejo que não é aquilo que me satisfaz, porquê deixar a pessoa da agência fazer um tour de 20minutos quando sei à partida que a resposta é não?

Mas, pior de tudo é no relacionamento, fazer sempre de policia má cansa..e ainda as pessoas admiram-se que são infelizes e com falta de paciência.
E que tal tentar fazer as coisas que realmente te fazem feliz? Em vez de fazer o que os outros esperam de ti?
Não precisamos de fazer nada de nada, nem de desperdiçar tempo precioso da nossa vida…
A vida é feita de escolhas – e eu escolho-me a mim !

Claro que, como tudo na vida, existem várias vezes em que vou abrir excepções ao não .. que mesmo não sentindo vontade vou fazer porque aquela grande amiga está pedindo, ou porque é o melhor para a família naquele momento, mas isso não quer dizer que não esteja a ser verdadeira, muito pelo contrário.
Nós vivemos em sociedade, então existem alturas que faremos o que é melhor para o “grupo”, mas não sintam vergonha de dizer não, essa é a minha mensagem.

E não se esqueçam de defender a vossa individualidade com unhas e dentes, é ela que te dá a autenticidade … é ela que te faz ser de facto quem tu realmente és.